As cidades com melhor qualidade de vida do Rio de Janeiro

Niterói

 

Qualidade de vida. Todos que têm a oportunidade de escolher uma cidade para viver, pretendem comprar uma casa para alugar ou para passar as férias, refletem e pesquisam acerca das boas condições que aquele lugar pode oferecer.
Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o estado do Rio de Janeiro possui apenas duas cidades na listas das 100 melhores para se viver no Brasil. São elas Niterói, em 7º lugar, e a cidade do Rio de Janeiro, em 45º lugar. Isso significa que a nível estadual as cidades ocupam o primeiro e o segundo lugar, respectivamente. A pesquisa leva em consideração a longevidade da população, o grau de escolaridade e a renda per capita.
Linda…e com baixa qualidade de vida
Ter como referência apenas o Brasil pode ser enganoso. Isso porque a cidade do Rio de Janeiro, a nível mundial, é uma das piores grandes cidades para se viver. E não pense que o único problema do cartão postal mais famoso do Brasil é a violência.
A pesquisa, conduzida pelo Deutsche Bank, considerou dados como poder de compra, valor dos imóveis, saúde, segurança, custo de vida, clima e nível de poluição. A cidade do Rio de Janeiro acabou na 43º posição, o que significa que é uma cidade extremamente cara para se viver, além de não oferecer boas condições de saúde e segurança.

A qualidade de vida em outras cidades cariocas

O estado do Rio não é composto apenas por sua capital, é claro. Além de Niterói, a lista segue com cidades que têm apresentado bom índice de desenvolvimento e taxas de crescimento importantes, em especial na área da educação.

  • Rio das Ostras: cidade pertencente à Região dos Lagos, Rio das Ostras tem crescido de forma consistente desde o começo da década de 90. As praias do lugar atraem bastante turistas, em especial aqueles que se dedicam ao surfe.
  • Volta Redonda: cidade que abriga a Companhia Siderúrgica Nacional, a poluição tem se mostrado um de seus grandes problemas. No entanto, tem ocorrido a tentativa de expansão da economia, antes baseada apenas na indústria.
  • Resende: trata-se de uma das cidades mais antigas do estado, e que faz divisa com Minas Gerais e com São Paulo. Fator importantíssimo para a região é a presença da Academia Militar das Agulhas Negras, que forma soldados para o Exército.
  • Maricá: região conhecida por suas fazendas e chácaras de grande valor histórico, as belas praias também são atrativos para a região.
  • Macaé: conhecida como Capital Nacional do Petróleo, por abrigar bases de operação da Petrobrás, a cidade tem recebido investimentos do setor privado para expandir a exploração de seu potencial turístico.
  • Iguaba Grande: a bela “princesinha da região dos lagos” oferece praias de águas tranquilas e mornas, que atraem grade número de turistas.

Como melhorar a qualidade de vida das cidades?

Os índices e pesquisas são importantíssimos para que as cidades saibam em que ponto estão e onde pretende chegar. No caso do estado do Rio, o problema gritante da capital pode parecer a violência, mas a população também sofre com outros males.

É fundamental, para melhorar a qualidade de vida das cidades, partir das necessidades da população. Investir em educação pode garantir o futuro de uma geração inteira, aumentar as expectativas quanto a emprego e renda per capita. Investir em saúde assegura não apenas a qualidade momentânea de vida, mas também a longevidade, fator crucial para que a cidade seja considerada boa para se viver.

E ainda é preciso pensar em saneamento básico, transporte eficiente, oferta de emprego para diferentes faixas da população, queda da mortalidade…são muitas coisas que fazem um lugar oferecer qualidade a sua população. Basta que exista vontade política para que as coisas aconteçam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *